Billy, A Caveira

Billy, A Caveira, não tinha corpo
Só crânio
Um sorriso largo, simpático
Olhos profundos, molduras da alma
Mas Billy, A Caveira, nem se importava
Só tinha mesmo saudades do que faltava

Uma cabeça sem corpo
Um corpo sem cabeça
Igualzinho ao gato que morava embaixo da terra
Aquele gato que sorria um sorriso sem gato

A falta do corpo também estava apagando seu nome
Porque alguém não pode ser alguém quando está mais pra ninguém

Billy, A Caveira, não podia mais brindar ao Bardo
Tinha o nome, tinha o crânio
Não tinha mais nenhuma questão
Ser ou não ser?
Não era!
Sem o seu corpo, Billy, A Caveira, simplesmente não era.

Advertisements
Tagged , , , , , , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: