O medo faz de nós seus companheiros

Escute. Isso é só um sonho. Mas pessoas muito inteligentes conseguem ouvir sonhos – então, por favor, só escute. Eu sei que você está com medo. Mas não tem problema ter medo. Ninguém nunca te contou? Medo é um superpoder. O medo pode te fazer mais rápido, mais inteligente, mais forte. E, um dia, você vai voltar para este celeiro. E, nesse dia, você vai estar com muito medo. E não tem problema. Porque se você for muito sábio e muito forte, o medo não precisa necessariamente te tornar cruel ou covarde. Medo pode te tornar gentil. Não importa se não existe nada embaixo da cama, ou no escuro, desde que você saiba que mesmo assim não tem problema ter medo. Então escute. Se não escutar mais nada, escute isso. Você sempre vai ter medo. Mesmo se aprender a esconder. Medo é como… um companheiro. Um companheiro constante, sempre lá. Mas não tem problema. Porque o medo pode nos unir. O medo pode te levar para casa. Eu vou deixar algo aqui para você sempre se lembrar. O medo faz de nós seus companheiros.

O monólogo aí de cima é do episódio Listen, da oitava temporada de Doctor Who. Acho que todo mundo sabe o quanto sou fã desse seriado, mas esse episódio me tocou de uma maneira diferente. Justamente por conta do meu relacionamento problemático com o medo. Ansiedade é um distúrbio que vem do medo, essa coisa tão comum e tão normal. Eu acho que é uma missão para todo mundo aprender a viver com o medo, e isso só acontece quando você descobre que ele não termina quando você cresce, não termina quando você acorda de um pesadelo, não termina quando você escapa de um perigo imediato. Ele volta, talvez maior. E é tão fácil cair na armadilha de ter medo de ter medo.

Acho que minha esperança é essa. Que eu seja forte e sábia o suficiente para usar esse medo como um combustível para aumentar a minha compaixão e empatia pelos outros, me tornar mais gentil e, quem sabe um dia, menos amedrontada. Mas mesmo que esse medo nunca vá embora, não tem problema. Tudo bem não estar bem. Tudo bem ter medo.

Talvez a escuridão embaixo da cama esteja lá para te dar uma mão, não para a agarrar seu pé.

Advertisements
Tagged , , , , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: