As pessoas na minha cabeça

Eu acredito naqueles escritores e artistas em geral que dizem que a musa da inspiração não existe. Eu acho que existem momentos em que as ideias parecem se encaixar melhor e tudo fica mais claro, e talvez esses momentos sejam a inspiração. E também acredito que certas coisas nos comovem de certas maneiras, e isso pode levar uma tarefa a ficar mais fácil, o que pode ser chamado de inspiração também.

Por exemplo, muitas vezes eu não enxergo muito bem um personagem (ou uma cena, ou um lugar, ou um diálogo, etc.) e aí escuto uma música que me faz entender melhor o que estou querendo passar. Isso, eu acho, pode ser inspiração também. Aí eu acabei criando o hábito de guardar músicas, fotos, desenhos que me fizeram pensar na história que estou tentando contar, no personagem que procuro. Nos últimos dias resolvi juntar algumas desses imagens em pequenos painéis para os personagens do romance que estou escrevendo. Não todos, claro, mas aqueles mais essenciais para a narrativa. Gostei bastante e, por isso, queria compartilhar (juntamente com uma pequena descrição deles).

Alex

Protagonista da história, ela é um robô em formato de garota construído inicialmente para servir de elemento terapêutico e companhia. Depois de um incidente fantástico, cria consciência de sua própria existência e começa a descobrir o mundo, as pessoas e o que significa estar viva.

Kris

Um garoto órfão de mãe e com um relacionamento distante com o pai. Sofre de uma debilitante e crescente inabilidade de criar laços e conexões com as pessoas. Para ele que a Alex foi construída, como forma de terapia.

 

Carlos

Cientista um tanto egocêntrico, mas brilhante e fascinado pelo que ainda não foi feito. Algumas de suas ações podem ser vistas como “de moral duvidosa”, mas ele acredita que todas são pelo bem da ciência. Chefe do projeto que criou Alex.

Ana

Uma mulher com uma grande paixão por livros, extremamente idealista e mente aberta. Tem a tendência de viver apenas o “agora” e acabar deixando uma coleção de pessoas abandonadas por onde passa.

Eric

Um robô em formato de criança, atrevido, espoleta e serelepe. Bastante cheio de si porque saber que é um modelo extremamente raro caro. Apesar da arrogância, sua programação ainda o mantém bastante infantil, adora brincar e pregar peças nos outros.

Júlia

Irmã mais nova da Ana. Bastante desligada da realidade e com uma visão única do mundo. Faz arte com papel, primeiro colagem e, depois, recortes. Muito mais sensível que racional, por isso extremamente frágil no sentido emocional. Totalmente aberta a aceitar e acreditar no novo e diferente.

Advertisements
Tagged , , , , , , , ,

2 thoughts on “As pessoas na minha cabeça

  1. Ana Santiago says:

    Uau. Gostei muito das suas personagens. Hmmm, esse livro promete!
    Grande beijo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: