Liberdade algemada

Numa sociedade patologicamente organizada em que cada passo da criança é vigiado por câmeras, qualquer ato espontâneo é potencialmente um crime. — Antonio Gonçalvez Filho

Essa imagem apareceu na minha dashboard do tumblr e a coincidência é que, no momento, estou escrevendo uma parte do meu romance que se passa num local mais ou menos assim. Uma comunidade cercada, protegida e vigiada, de onde os moradores não precisam sair, se não quiserem, porque possuem tudo ali dentro mesmo (escolas, lojas, escritórios).

Eu tenho uma visão bem nítida de como é  local, inclusive, era uma daquelas ideias que estavam quase prontas antes mesmo da história em si começar a ser escrita. Esse tipo de lugar, onde você pode ir para onde quiser dentro dos limites, é algo que me interessa por conta de contradição. Uma liberdade falsa, porque usa algemas, e que todo mundo sabe exatamente como funciona, mas finge que não sabe e fica aquele segredo flutuando entre as pessoas como se ali dentro também não existisse gravidade.

Enfim, foi bem engraçado a imagem parecer na minha frente justamente quando passo grande parte dos meus dias dentro desse lugar, escrevendo.

Jovens mentes entrando por vontade própria na loucura como uma forma de encontrar liberdade. — J.G. Ballard

Algumas inspirações também foram todo o álbum The Suburbs, do Arcade Fire (especialmente o clipe da faixa título), e o livro Corrida Selvagem, do J.G. Ballard, que recomendo bastante para todo mundo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: